“Perspetivamos um jogo muito difícil. [O Portimonense] tem uma boa equipa, muito bem orientada, que sabe jogar em diversos sistemas e tem três homens muito perigosos na frente, mais o médio ofensivo”, referiu Bruno Lage, em conferência de imprensa.

O técnico das ‘águias’ lembrou que a formação comandada por António Folha “não está numa situação difícil, mas precisa de pontos para garantir a manutenção”.

Privado do central Rúben Dias, castigado, Bruno Lage terá que fazer uma mudança no eixo defensivo, confirmando que Jardel será o parceiro de Ferro.

“Não foi difícil encontrar a solução, foi fácil conjuntamente com eles. Quem vai entrar é o nosso capitão [Jardel] e vai jogar com o Ferro. Foi fácil perceber”, afirmou.

Relembrado da última derrota do Benfica no campeonato, precisamente, diante do Portimonense, por 2-0, no Algarve, que ditou a saída de Rui Vitória, antecessor no comando técnico da equipa lisboeta, Bruno Lage preferiu não entrar em comparações.

“Olho para aquilo que é nosso trabalho, convencer os jogadores que fossem mais equipa, mais competitiva e que era fundamental ser mais regular. Foi isso que fizemos. Treinamos de uma maneira em que eu acredito”, assinalou.

No sábado, o Benfica, líder do campeonato, com 78 pontos, recebe o Portimonense, 11.º, com 36, no Estádio da Luz, pelas 18:00, num encontro da 32.ª ronda da competição.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.