“A ACF Fiorentina está feliz de anunciar que os testes revelaram que Patrick Cutrone, German Pezzella e Dusan Vlahovic não deram mais positivo para a covid-19″, indica uma nota do clube de Florença na sua página inicial.

O clube ‘viola’ tinha informado, em 19 de março, que os três jogadores do plantel principal estavam infetados, assim como sete funcionários, alguns dos quais hospitalizados.

“Queremos aproveitar a oportunidade para agradecer aos médicos, enfermeiros e hospitais que continuam a cuidar de todos aqueles que precisam de ajuda médica nestes tempos difíceis para a Itália e resto do mundo”, sublinha ainda.

No mesmo comunicado, a Fiorentina diz continuar a trabalhar com as fundações para angariar fundos, que ultrapassam os 760.000 euros, para a compra de material e equipamento no combate à pandemia.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 65 mil. Dos casos de infeção, mais de 233 mil são considerados curados.

Itália, que diagnosticou o primeiro caso no final de fevereiro, é o país com o maior número de mortos, 15.362, num total de 214.632 casos de infeção, dos quais 20.996 estão considerados curados.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.