O avião que se despenhou esta madrugada, onde seguia a Chapecoense, foi primeiro desastre aéreo a envolver uma equipa de futebol a acontecer no século XXI. No entanto, a história diz-nos que este não é um caso único.

4 de maio de 1949: O avião que regressava de Lisboa para levar a equipa italiana do Torino a casa, depois de um jogo amigável de homenagem ao antigo capitão do Benfica Francisco Ferreira, despenha-se contra o campanário da Basílica de Superga. Morreram 31 pessoas, quase todo o plantel da equipa de Turim. Na altura, o tricampeão italiano era uma das melhores equipas da Europa.

6 de fevereiro de 1958: Um acidente em Munique, na Alemanha, vitima 23 pessoas, entre elas oito jogadores do Manchester United, de Inglaterra. A equipa tinha-se qualificado para as meias-finais da Taça dos Campeões Europeus, depois de um empate com o Estrela Vermelha, de Belgrado. Entre os sobreviventes estava o lendário Bobby Charlton. O United viu-se obrigado a reconstruir a equipa com uma nova geração de jogadores, e foi com essa "nova" equipa que o treinador Matt Busby, sobrevivente do desastre, conquistou em 1968, a Taça dos Campeões Europeus, ao vencer o Benfica na final por 4-1.

16 de julho de 1960: Oito jogadores da seleção nacional de futebol da Dinamarca morreram num acidente na descolagem de um avião no aeroporto de Kastrup, em Copenhaga

3 de abril de 1961: O avião onde viajava a equipa Green Cross, do Chile, despenha-se nos Andres, a 350 quilómetros a sul de Santiago do Chile.

26 de setembro de 1969: 74 pessoas, incluindo 17 jogadores do The Strongest, equipa de futebol da Bolívia, morreram após a queda de um avião em Viloco, na cordilheira andina Tres Cruces, a sul de La Paz.

11 de agosto de 1979: Um choque entre um avião russo e uma outra aeronave, na zona entre Minsk e Taskent, vitima 178 pessoas, das quais 17 faziam parte da equipa de futebol Taskent, do Uzbequistão.

8 de dezembro de 1987: Um bimotor 7-727 caiu no mar perto da localidade peruana de Ventanilla, nas proximidades de Lima, com 53 pessoas a bordo. Só o piloto sobreviveu. Entre as vítimas estavam 16 jogadores de futebol do Club Alianza de Lima que regressavam de um jogo em Pucallpa.

7 de junho de 1989: Um avião da companhia aérea do Suriname caiu quando se preparava para aterrar em Paramaribo (Suriname). Morreram 176 pessoas, entre as quais 15 futebolistas holandeses originários da antiga colónia da Holanda.

27 de abril de 1993: Um avião da Força Aérea da Zâmbia que se dirigia ao Senegal caiu no mar pouco depois de uma escala técnica em Libreville, no Gabão. No acidente morreram os 30 ocupantes, incluindo 18 jogadores e os técnicos da seleção de futebol da Zâmbia que iam a bordo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.