"Tenho história, tenho credibilidade para que seja uma candidatura séria, uma candidatura para todos os sportinguistas, e para que o clube siga um bom rumo", considera Dionísio Castro, que se diz disponível para concorrer à presidência do Sporting caso sejam convocadas eleições.

O corredor de longa distância do clube, com 54 anos, adiantou mesmo que já procurou apoio junto de sócios do clube em Lisboa.

Dionísio Castro junta-se assim a Fernando Varandas, ex-diretor clínico do Sporting que já se assumiu como possível candidato à liderança.

Esta quinta-feira, 24 de maio, o presidente demissionário da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, Jaime Marta Soares, informou que agendou uma reunião magna de destituição dos órgãos sociais do clube para 23 de junho.

Após uma reunião entre os órgãos demissionários, Mesa da Assembleia Geral e Conselho Fiscal, e o Conselho Diretivo, que durou cerca de três horas, ficou decidido marcar uma Assembleia Geral para destituição dos órgãos sociais do clube para 23 de junho próximo.

Bruno de Carvalho, presidente do Conselho Diretivo, disse que este pedido de AG tem irregularidades e que pondera impugná-la.

A crise que se vive no Sporting iniciou-se no dia 15 de maio, quando cerca de 40 pessoas encapuzadas invadiram a Academia do Sporting, em Alcochete, e agrediram alguns jogadores e elementos da equipa técnica.

A GNR deteve 23 dos atacantes, que ficaram em prisão preventiva depois de terem sido ouvidos no tribunal de instrução criminal do Barreiro.

Paralelamente, no âmbito de uma investigação do Ministério Público sobre alegados atos de tentativa de viciação de resultados em jogos de andebol e futebol, tendo como objetivo o favorecimento do Sporting, foram constituídos sete arguidos, incluindo o ‘team manager’ do clube, André Geraldes.

Na sequência destes acontecimentos, os elementos da Mesa da Assembleia Geral, a maioria dos membros do Conselho Fiscal e parte da direção apresentaram a sua demissão, defendendo que Bruno de Carvalho não tinha condições para permanecer no cargo.

De seguida realizaram-se duas reuniãos entre a Mesa e membros do Conselho Fiscal com o Conselho Diretivo, que culminaram com a decisão hoje anunciada por Jaime Marta Soares.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.