Segundo a agência Associated Press (AP), o Instituto Finlandês de Saúde e Bem-estar, anunciou hoje, que "todos os passageiros que viajaram de autocarro de São Petersburgo para a Finlândia inscreveram-se para a realização de um teste ao SARS-CoV-2 ".

Qualquer autocarro pode ter sido exposto”, disse o instituto.

A Finlândia disputou dois dos seus jogos do Euro 2020 em São Petersburgo, defrontando a Rússia, a 16 de junho, e a Bélgica, na segunda-feira.

Estima-se que, pelo menos, 2.000 finlandeses tenham viajado para a cidade russa para assistir aos dois jogos.

Os finlandeses terminaram em terceiro lugar do seu grupo e foram eliminados. A Rússia também foi eliminada depois de terminar em último.

São Petersburgo recebeu seis jogos na fase de grupos do torneio e será palco de uma das quatro partidas dos quartos-de-final, na sexta-feira.

As autoridades russas aumentaram as restrições contra o novo coronavírus na semana passada, num esforço para conter o aumento de novas infeções.

As medidas incluíram o encerramento de praças de alimentação em centros comerciais e a zona de fãs Euro-2020.

O diretor do instituto de saúde finlandês, Mika Salminen, disse à emissora pública YLE, citado pela AP, que mais de 120 casos de vírus foram detetados até agora em passageiros que regressaram de São Petersburgo, a maioria adeptos de futebol, um número que provavelmente aumentará.

Embora a guarda fronteiriça da Finlândia estivesse preparada para o tráfego de regresso de São Petersburgo, a principal estação da fronteira de Vaalimaa ficou bastante congestionada na terça-feira, com filas de dezenas de autocarros transportando adeptos de futebol e centenas de carros esperando pelo teste ao novo coronavírus, exigido na fronteira.

Existem dois pontos principais de passagem entre os países no leste da Finlândia, fazendo uma viagem de 180 a 220 quilómetros da fronteira para São Petersburgo, refere a AP.

A população de mais de 5 milhões na cidade russa é quase igual a toda a população da Finlândia.

De acordo com as últimas informações do grupo de trabalho da Rússia, verificaram-se 8.457 novos casos de infeção em Moscovo e 1.247 em São Petersburgo, nos últimos dias.

A Finlândia é um dos países europeus menos afetados pela covid-19, com pouco menos de 95 mil casos e 969 mortes detetadas desde o início da pandemia.

A fronteira terrestre finlandesa-russa, de 1.340 quilómetros, foi fechada para viagens de passageiros de ambos os lados, desde março de 2020 e permanece assim, com certas exceções, como viagens para jogos do Euro2020.

A pandemia de covid-19 provocou mais de 3,9 milhões de vítimas em todo o mundo, resultantes de perto de 180 milhões de casos de infeção diagnosticados oficialmente, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.