Depois de vencerem o seu grupo, com duas vitórias e apenas com um empate, com a Escócia, e eliminarem a arquirrival Alemanha, nos ‘oitavos’, a Inglaterra sai do Estádio de Wembley pela primeira vez no torneio, para defrontar em Roma a ‘outsider’ Ucrânia.

Mesmo sem apoio, após recomendações para que os seus adeptos não se desloquem a Roma, devido à pandemia da covid-19, a seleção orientada por Gareth Southgate reúne claro favoritismo diante da Ucrânia, do também ex-jogador Andrei Shevchenko.

Os ingleses, campeões mundiais em 1966, ainda procuram o primeiro título europeu da sua história, depois de terem sido semifinalistas em 1968 e 1996, enquanto os ucranianos já fizeram história, ao passarem a fase de grupos.

No frente-a-frente, a Inglaterra venceu quatro dos sete jogos em que as duas seleções se defrontaram, embora nos mais recentes, na qualificação para o Mundial2014, as duas equipas tenham empatado, sem golos em Kiev e 1-1 em Londres.

O jogo de hoje tem início marcado para as 20:00 (hora de Lisboa), no Estádio Olímpico de Roma e já depois de ser conhecido o semifinalista a sair do jogo entre a República Checa e a Dinamarca, a partir das 17:00, em Baku.

É um embate entre antigos campeões europeus, a Dinamarca em 1992, e a República Checa, então como Checoslováquia, em 1976, e ‘outsiders’ nesta edição, que os dinamarqueses começaram com um grande ‘susto’.

A Dinamarca defronta a República Checa precisamente três semanas depois de Christian Eriksen ter sofrido uma paragem cardíaca que o deixou fora da competição, com o jogador a ter de ser reanimado com um desfibrilhador durante alguns minutos em pleno relvado.

Um incidente que ‘abalou’ a equipa, derrotada no primeiro jogo com a Finlândia (1-0), mas que haveria de se reerguer para assegurar o segundo lugar no seu grupo, ao golear a Rússia (4-1), e, já nos oitavos de final, o País de Gales (4-0).

Os checos apuraram-se no lote dos terceiros melhores classificados e nos ‘oitavos’ surpreenderam os favoritos Países Baixos (2-0), num jogo em que a expulsão de Matthijs de Ligt precipitou a quebra holandesa, quando se registava um empate.

Em confrontos prévios, existe equilíbrio entre República Checa e Dinamarca, com ligeira vantagem dos checos, com três vitórias, seis empates e duas derrotas.

Os dois vencedores dos jogos de hoje defrontam-se nas meias-finais e juntam-se a Espanha e Itália, que na sexta-feira venceram Suíça e Bélgica, respetivamente, e também têm encontro marcado, com todos os jogos agendados para Londres, em 06 e 07 de julho.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.