Callum Wilson, aos 56 minutos, de penálti, e aos 84, apontou os golos dos anfitriões - Dominic Calvert-Lewin, aos 90+1, reduziu – e que permitem ao Newcastle subir provisoriamente ao 10.º lugar, com 11 pontos.

O Everton, que não ganha há três jogos e perdeu os dois últimos, mantém os 13, a par do Wolverhampton de Nuno Espírito Santo e do Southampton, que ganhou por 4-3 na visita ao Aston Villa.

O Southampton esteve mesmo a golear por 4-0, mas permitiu recuperação até aos 4-3, com os dois últimos tentos sofridos já nos descontos.

O central dinamarquês Jannik Vestergaard, aos 20 minutos, o médio James Ward-Prowse, aos 33 e 45, e o avançado Daniel Ings, aos 58, construíam o resultado volumoso, que parecia incontestável.

Ainda assim, Tyrone Mings, aos 62, Ollie Watkins, de penálti aos 90+3, e Jack Grealish, aos 90+7, marcaram e quase operavam o milagre.

Ainda hoje, o Manchester United recebe o Arsenal, ambos na segunda metade da classificação, enquanto o Tottenham, de José Mourinho, é anfitrião do Brighton e, em caso de triunfo, isola-se no segundo lugar, com 14 pontos.

No sábado, o Liverpool deu a volta ao West Ham, ganhando em casa por 2-1, com o tento decisivo apontado por Diogo Jota, aos 85 minutos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.