Évora conseguiu validar apenas dois de seis saltos, registando 16,16 metros no segundo e 16,82 no terceiro, marca que acabou por lhe valer o sétimo posto e o apuramento para a final da Liga Diamante.

O campeão olímpico de 2008 conseguiu nove pontos nas várias provas, juntando-se a Pedro Pablo Pichardo, já apurado e vencedor do 'meeting' de Londres, na lista de finalistas.

Claye, que este ano já saltou 18,14 metros, melhor marca mundial de 2019, conseguiu na capital francesa um registo de 18,06, batendo os compatriotas Christian Taylor, segundo com 17,82, e Omar Craddock, terceiro com 17,28.

Na estafeta 4x100 metros, Carlos Nascimento, Diogo Antunes, Frederico Curvelo e Yazaldes Nascimento cortaram a meta em quarto lugar, com um tempo de 39,24 segundos, marca distante do apuramento para os Mundiais.

Antes, já tinham competido nos 100 metros, com Antunes a registar o melhor tempo, 10,34 segundos, conseguido na final A, em que foi oitavo e último classificado, com os quatro atletas longe da marca individual de apuramento para o campeonato do mundo (10,13).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.