Bernie Ecclestone, de 91 anos, entrou com uma declaração de inocência quando compareceu perante o Tribunal de Magistrados de Westminster, em Londres, para uma breve audiência.

Em causa está uma acusação de fraude por falsas declarações entre julho de 2013 e outubro de 2016, detetadas após as autoridades fiscais britânicas terem realizado uma investigação mundial às finanças do empresário britânico.

Bernie Ecclestone, que se encontra sob fiança incondicional e terá que comparecer em tribunal em 19 de setembro, liderou a Fórmula 1 por quatro décadas, de 1970 a 2017, quando deixou o cargo de chefe-executivo e a Liberty Media assumiu a disciplina.

Em maio, Bernie Ecclestone foi detido no Brasil por ter uma arma na bagagem, enquanto embarcava num avião.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.