Num jogo em que a formação grega orientada por Pedro Martins fez alinhar cinco portugueses (José Sá, Rúben Semedo, Rúben Vinagre, Bruma e Pêpê Rodrigues), tantos quanto o FC Porto, Fábio Vieira marcou o primeiro golo da partida, aos 11 minutos, na sequência de um erro crasso de Bouchalakis. O capitão do Olympiacos executou mal o passe, Sérgio Oliveira, atento, roubou a bola e cruzou para a área. Moussa Marega perdeu no duelo com Cissé, mas o jovem não se fez rugado e aproveitou a recarga para bater José Sá.

Depois de André Silva, o número 50 dos dragões tornou-se no segundo jogador do FC Porto a assinar golos tanto na UEFA Youth League como na Liga dos Campeões, onde se tornou no quinto mais jovem de sempre a marcar de azul e branco.

Os pupilos de Sérgio Conceição dominaram a partida e mesmo nos momento em que foi menos eficaz no domínio de bola e nas transições que procuravam Marega na frente, a equipa pode contar com Marchesín que esteve intransponível.

No final da partida, e aplicando alguma justiça no resultado, depois de na primeira jornada na frase de grupos da Liga dos Campeões, frente ao Manchester City, ter visto a conquista de pontos negada por dois lances de bola parada polémicos, o FC Porto fechou o marcador com Sérgio Oliveira, vindo de trás, a responder de cabeça a um cruzamento de Marega.

Com esta vitória, os azuis e brancos estão em segundo lugar no grupo, com três pontos, os mesmos do Olympiacos, com o Manchester City, de Rúben Dias, João Cancelo e Bernardo Silva, a liderar com seis, depois da vitória de hoje frente ao Marselha, de André Villas-Boas, por 3-0, com os franceses ainda sem pontuar.

Veja aqui os golos:

FC Porto 1 - 0 Olympiacos

FC Porto 2 - 0 Olympiacos

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.