O número de segurança tem em conta uma piscina com 10 pistas e 20 atletas por cada um dos sete períodos de treino, com os utilizadores alternados entre a água e aquecimento fora desta.

“Cabe, no entanto, a cada uma das entidades proprietárias dos espaços aquáticos a responsabilidade de assumir estes e outros protocolos de segurança e de higienização, assim como a reabertura das instalações”, sublinha a FPN.

O extenso documento abrange várias normativas para grupos de competição como a gestão do espaço, o distanciamento e segurança e medidas de higiene.

Aqui defende-se, entre outros, um espaço de quatro metros quadrados de segurança entre os atletas, o evitar de cruzar os grupos A e B (os que estão a nadar com os do aquecimento), a redução da utilização dos balneários para 50% da capacidade e a utilização de cacifos alternados.

Quanto às aulas de natação e grupos especiais, são referidos cuidados no distanciamento social, higienização sistemática e proteção individual.

“A apresentação deste documento visa essencialmente sensibilizar os órgãos tutelares sobre a problemática associada à paragem do setor e que abrangem os aspetos económicos, desportivos e relacionados com a promoção da atividade desportiva e exercício físico”, refere o documento.

É referido o relatório do Grupo de Assessoria e Tratamento de Água de Piscina de Saúde Pública do Reino Unido (PWTAG), segundo o qual “a água da piscina é um ambiente seguro e isento da covid-19″ devido ao tratamento com cloro.

Portugal contabiliza 854 mortos associados à covid-19 em 22.797 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

O país cumpre o terceiro período de 15 dias de estado de emergência, iniciado em 19 de março, e o Governo anunciou hoje a proibição de deslocações entre concelhos no fim de semana prolongado de 01 a 03 de maio.

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 200 mil mortos e infetou mais de 2,7 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 720 mil doentes foram considerados curados.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.