À margem da apresentação do livro do comentador Luís Freitas Lobo, O futebol com que sonhei, Fernando Santos revelou que enviou uma mensagem de “muito boa sorte” antes da final da Taça Libertadores, que opôs o clube de Jorge Jesus ao detentor do troféu, o River Plate, da Argentina, em Lima, no Peru, vencida pela formação brasileira, por 2-1.

“Tive a oportunidade de o fazer [enviar uma mensagem] antes do jogo, ou seja, desejar-lhe muito boa sorte e que tudo corresse bem, que estava cá a torcer por ele”, revelou.

Fernando Santos, de 65 anos, explicou que enviou nova mensagem, desta feita de felicitação, quando ainda nem o jogo tinha terminado, logo após o segundo golo do ex-benfiquista Gabriel Barbosa, autor dos dois tentos do Flamengo na final, pois ficou convencido “que eles iam ganhar”.

“Imediatamente a seguir ao jogo, acho que o jogo ainda não tinha terminado, foi quando foi o segundo golo, já achei que eles iam ganhar, mandei-lhe uma mensagem de parabéns. Fiquei muito feliz por ele, como todos os portugueses”, sublinhou.

O selecionador português, que conta também com passagens pela seleção grega e pelos três ‘grandes’ portugueses – Benfica, FC Porto e Sporting -, entre outros, expressou a importância de levar o nome de Portugal além-fronteiras.

“É, para nós, um momento de orgulho enorme ter não só um amigo e colega de profissão, mas um português triunfar e elevar tão alto o nome de Portugal, num país como o Brasil, principalmente, porque eles agora contam menos anedotas sobre os portugueses”, ironizou.

Depois do título de campeão sul-americano, conquistado no sábado, Jorge Jesus sagrou-se no domingo campeão brasileiro, mesmo sem o Flamengo jogar, no que foi o sexto título dos cariocas e primeiro desde 2009.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.