"Sempre disse que Portugal é candidato e não abdico disso". Foi assim que Fernando Santos reagiu quando questionado sobre o resultado do sorteio do Euro2020 que colocou no caminho da seleção nacional a Alemanha e a França juntando no mesmo grupo, como recordou, "os três últimos vencedores das grandes provas europeias e mundiais"

"Não há vencedores antecipados", sublinhou o selecionador, assumindo, no entanto, que este é um grupo forte, com "dois favoritos e um candidato".

Face à incógnita que sobra - a quarta equipa que se conhecerá apenas em março do próximo ano depois dos jogos de play off - Fernando Santos lembrou ainda que poderá repetir-se uma situação idêntica à do arranque do Euro2016, caso seja a Islândia a seleção a seguir em frente (no grupo que também inclui Roménia, Hungria e Bulgária).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.