A carta, a que a agência noticiosa AP teve acesso, prevê a criação de uma liga das nações a disputar ao longo de dois anos por mais de 200 seleções, e a transformação do formato do Mundial de Clubes.

Segundo o documento, assinado por Gianni Infantino, presidente da FIFA, o Mundial de Clubes, que atualmente junta todos os anos sete equipas, deverá ser transformado numa competição quadrienal, a disputar por 24 equipas.

O plano da liga global foi desenvolvido pela UEFA, organismo do qual Infantino foi secretário-geral até 2016 e tem como principal objetivo substituir os encontros particulares de seleções.

As 55 federações filiadas na UEFA começarão em setembro deste ano a disputar a liga europeia, divididas em quatro grupos, determinados pelo ‘ranking’.

O formato da liga global é complexo e prevê a criação de sete divisões com promoções e despromoções e um minitorneio a disputar por oito equipas dos cinco continentes, das quais três europeias e duas sul-africanas.

Segundo a FIFA, o novo formato, que poderá permitir às federações da UEFA arrecadarem um total de 62,5 milhões de euros, não ameaçará o Mundial, que a partir de 2026 será ampliado de 32 para 48 seleções.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.