O torneio será realizado em três fins de semana, dividido pelos meses de junho e julho e em datas disponíveis no calendário de jogos internacionais, disseram à agência noticiosa EFE fontes próximas do processo.

Com a mudança de frequência de um ano para quatro, pretende-se que a competição ganhe “prestígio” e não interfere no calendário das competições dos países, especialmente na Europa.

Os clubes participantes vão ser divididos em oito grupos de três, dos quais os primeiros classificados passam diretamente aos quartos de final, sem necessidade de desempate.

Na proposta, a quantidade de jogos seria reduzida de 48 para 31, com o vencedor a disputar só cinco encontros a cada quatro anos e o resto das equipas com um mínimo de dois.

O projeto da FIFA defende que este modelo seja aplicado a partir do verão de 2021, dada a impossibilidade de realizar a Taça das Confederações no Qatar, devido às altas temperaturas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.