“A Red Bull está na posição única de ter quatro talentosos pilotos de Fórmula 1 sob contrato, que podem rodar entre a Red Bull e a Toro Rosso. A equipa usará as próximas nove corridas para avaliar o desempenho de Alex Albon, a fim de tomar uma decisão informada sobre quem conduzirá ao lado de Max Verstappen em 2020″, lê-se num comunicado a equipa austríaca.

Em 12 corridas, Gasly somou 63 pontos e o melhor que conseguiu foi um quarto lugar, em Silverstone, resultados que ajudam a colocar a Red Bull na terceira posição do Mundial de construtores, a quase 194 pontos da Mercedes, que lidera.

A mudança terá já efeito no Grande Prémio da Bélgica, 13.ª ronda da temporada, agendado para 01 de setembro, no mítico circuito de Spa-Francorchamps.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.