“Bruno Fernandes é e tornou-se um caso especial e o Sporting soube torná-lo um caso especial. Alvo de sondagens, abordagens, de inúmeras pressões e especulações, o Sporting soube segurar e rentabilizar um dos melhores médios do mundo até onde foi possível”, escreveu o presidente do Sporting num artigo publicado no jornal do clube e no respetivo ‘site’.

O atual responsável máximo pelos ‘leões’ considera que o novo reforço do Manchester United fez parte da sua formação no Sporting, quer como jogador, quer como líder, ao ponto do clube lhe confiar a braçadeira, e que o seu rendimento desportivo em cada jogo contribuiu decisivamente para a conquista de três títulos e para alcançar um recorde europeu com a camisola do clube (médio com mais golos numa temporada na Europa, superando o inglês Frank Lampard).

Varandas foi mais longe no elogio, ao reconhecer que Bruno Fernandes “em campo foi sempre um exemplar genuíno de ‘Esforço, Dedicação, Devoção e Glória’” e ao lembrar que sai do clube "por valores que muitos consideraram inatingíveis, tornando-se, de longe, na maior venda de sempre do Sporting e uma das maiores de sempre a envolver um jogador português”.

“Desde que entrou no Sporting, [Bruno Fernandes] foi posto à prova em diferentes momentos, em fases muito complicadas, que foram, sem dúvida, testes ao seu caráter, ao seu profissionalismo, à sua entrega ao clube, os quais passou sempre com distinção e brilhantismo”, escreveu mais adiante o presidente ‘leonino’, enaltecendo ainda “a dimensão e a grandeza do jogador pela forma genuína como sempre reconheceu o mérito dos colegas, do treinador, de todo o ‘staff’ e da estrutura e gratidão e respeito que revelou sempre pela instituição”.

Por outro lado, Frederico Varandas recordou que o Sporting, ao longo da sua história, viu partir grandes jogadores e que teve sempre de se reinventar, dando os exemplos de ‘craques’ como Damas, Futre, Figo, Balakov, Quaresma, Nani, Cristiano Ronaldo, João Moutinho, Rui Patrício, Yazalde, Jordão, Manuel Fernandes, Acosta, Jardel ou Liedson.

Finalmente, o presidente do Sporting destacou a importância do encaixe financeiro com a venda do passe de Bruno Fernandes para o Manchester United: “Esta operação representa também a consolidação da reestruturação e reorganização do clube, contribui para o processo de sustentabilidade financeira e desportiva que está em curso e constitui uma condição decisiva para projetar o futuro do futebol do Sporting”.

Bruno Fernandes foi contratado pelo Manchester United, numa transferência no valor de 55 milhões de euros, acrescido de um valor máximo variável de 25 milhões de euros, ficando o Sporting com direito a receber o montante correspondente a 10% da mais-valia de futuras transferências.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.