O evento marcará a terceira vez que a FIFA realiza a sua gala em Londres, depois das edições de 2017 e 2018, celebrando “”os melhores jogadores, treinadores, adeptos, golos e atos de fair-play do planeta”.

O internacional português Bernardo Silva, do Manchester City, está entre os 12 nomeados para o prémio The Best.

O médio, de 29 anos, vai lutar pelo prémio com os colegas de equipa Julián Álvarez, Kevin De Bruyne, Erling Haaland e Rodri, todos campeões europeus pelo emblema britânico, Ilkay Gundogan, que também conquistou a ‘Champions’ antes de rumar ao FC Barcelona, Marcelo Brozovic (Al Nassr), Khvicha Kvaratskhelia e Victor Osimhen (Nápoles), Kylian Mbappé (Paris Saint Germain), Declan Rice (Arsenal) e Lionel Messi (Inter Miami), vencedor em 2022.

Na corrida ao The Best feminino, destaca-se na lista de 16 nomeadas Aitana Bonmati, do FC Barcelona, campeã mundial por Espanha, juntamente com as compatriotas Mapi León, Salma Paralluelo, igualmente do ‘barça’, e Jenni Hermoso, que esteve envolvida em polémica, face ao beijo na boca recebido por Luis Rubiales.

A espanhola Alexia Putellas (FC Barcelona), vencedora em 2021 e 2022, é a grande ausente.

Para melhor treinador masculino, o espanhol Pep Guardiola, que levou o Manchester City à conquista do campeonato inglês, ‘Champions’ e Taça de Inglaterra, consta no lote de cinco nomes, do qual fazem parte Simone Inzaghi (Inter de Milão), Ange Postecoglou (Tottenham), Luciano Spalletti (Nápoles) e Xavi (FC Barcelona).

Já para melhor treinador feminino estão na corrida ao cetro Emma Hayes (Chelsea) e Sarina Wiegman (selecionadora de Inglaterra), vencedoras em 2021 e 2022, respetivamente, Peter Gerhardsson (selecionador da Suécia), Jonatan Giraldez (FC Barcelona) e Tony Gustavsson (selecionador da Austrália).

Yassine Bounou (Al Hilal), Thibaut Courtois (Real Madrid), Ederson (Manchester City), Andre Onana (Manchester United) e Marc-Andre ter Stegen (FC Barcelona) concorrem ao prémio de melhor guarda-redes.

Já Mackenzie Arnold (West Ham), Ann-Katrin Berger (Chelsea), Catalina Coll (FC Barcelona), Mary Earps (Manchester United), Christiane Endler (Lyon), Zecira Musovic (Chelsea) e Sandra Paños (FC Barcelona) vão lutar pelo galardão de melhor guarda-redes feminina.

O período de avaliação dos indicados nas categorias do futebol feminino foi de 01 de agosto de 2022 a 20 de agosto 2023, enquanto no futebol masculino, o período de avaliação foi de 19 de dezembro de 2022 a 20 de agosto de 2023.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.