“Sim, vou fazer uma pausa na minha carreira. O desporto profissional e a bulimia não são compatíveis, mais ainda em ano de Jogos Olímpicos, quando é precisa uma saúde de ferro”, afirmou Soldatova, de 21 anos, em declarações à agência noticiosa Tass

A ginasta reconheceu que a “bulimia é uma doença terrível” e admitiu que só há dois anos falou desse problema aos seus treinadores.

“Só disse aos meus treinadores em 2018. Levei vários meses a admitir que realmente precisava de ajuda”, afirmou.

Aleksandra Soldatova assumiu ainda que a lesão que sofreu em 2018 e que a afastou do Europeu de ginástica rítmica se deveu a debilidade física provocada pela bulimia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.