O conselho de disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), secção profissional, castigou hoje o guarda-redes suplente do líder do campeonato pelo que disse ao árbitro, após a derrota do FC Porto por 1-0, palavras que foram consideradas como "ofensivas".

"Muitos parabéns pela excelente vitória que conseguiste aqui, tu e a tua equipa", terá dito José Sá ao árbitro Bruno Paixão, que o expulsou de imediato por considerar que foram palavras "ofensivas e que colocam em causa a sua honra e dignidade", conforme escreveu no relatório.

José Sá foi entre outubro e fevereiro a principal opção do treinador Sérgio Conceição para a baliza do FC Porto, mas perdeu a titularidade para o espanhol Casillas após a derrota no Dragão por 5-0 com o Liverpool.

Pelo mesmo incidente, José Sá foi castigado com uma multa de 1.148 euros.

A maior multa nos jogos da 26.ª jornada da I Liga foi, no entanto, aplicada ao Marítimo, a castigar a presença de um jogador na 'flash interview' com publicidade não autorizada no equipamento - o valor do castigo é de 5.738 euros.

Além de José Sá, também foi punido com dois jogos Douglas, do Vitória de Guimarães, no jogo contra o Portimonense, por uma entrada considerada excessiva sobre um adversário, que valeu ao guardião o vermelho direto.


Última atualização às 19:55

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.