Jey M.

Já ouviu este nome? Não? Pois bem, é o alter-ego musical de Jesé Rodriguez, o mais recente reforço do Sporting CP e a principal chegada ao campeonato português neste último dia do mercado de transferências. O seu primeiro single, "Yo Sabía", foi lançado há cerca de três anos e soma umas impressionantes 31 milhões de visualizações no YouTube.

Aquando do seu lançamento, em julho de 2016, tinham passado mais de 4 anos desde a sua estreia com a primeira equipa do Real Madrid, pela mão de José Mourinho. Estávamos em dezembro de 2011 e o jovem Jesé seria lançado nos minutos finais do encontro da 1.ª mão da 4.ª eliminatória da Taça do Rei, frente ao Ponferradina. Nessa época, o avançado jogaria ainda uns minutos no campeonato, os suficientes para se sagrar campeão espanhol, no único título da La Liga vencido por Mourinho ao serviço dos merengues.

Começava assim a carreira no futebol sénior de Jesé e também, muito provavelmente, a sua amizade com Cristiano Ronaldo, que fez questão de lembrar nas suas primeiras palavras equipado à leão: "Tenho um amigo chamado Cristiano que sempre me falou muito bem deste Clube, que o criou desde pequeno."

Depois da estreia em 2011, o avançado voltaria à equipa B dos blancos, onde apontou 22 golos em 38 jogos na temporada 2012/2013, a sua melhor em termos de golos marcados. Já com Carlo Ancelotti no banco de Madrid, Jesé voltaria à equipa principal na época seguinte, afirmando-se como peça secundária mas importante, num conjunto recheado de estrelas. Essa época e as duas seguintes, pode dizer-se, foram as melhores da sua carreira. Para além de uma Taça do Rei, o jogador participou ainda na conquista de duas Ligas dos Campeões, antes de chegar a Madrid uma proposta do Paris Saint-Germain.

Foi pouco depois do lançamento do primeiro single do seu alter-ego musical que Jesé assinou pelo gigante parisiense, numa transferência que custou ao clube francês cerca de 25 milhões de euros. Em Paris, num plantel recheado de estrelas e opções para a frente de ataque, Jesé acabou por não se impor (2 golos em 14 jogos), tendo sido emprestado ao Las Palmas na segunda metade da temporada com o objetivo de ganhar o ritmo perdido em França onde jogadores como Lucas Moura, Edinson Cavani ou Ángel Di María partiam à sua frente nas opções do então técnico do clube, o espanhol Unai Emery (e onde, segundo alguma imprensa, não foi capaz de se adaptar).

Na temporada seguinte seria emprestado ao Stoke City, fazendo parte da então falada equipa que tinha o maior número de vencedores da Liga dos Campeões no plantel. 13 jogos e um golo marcado depois, regressaria a França para logo depois ser emprestado ao Bétis de Sevilha, onde atuou na temporada passada ao lado de William Carvalho ao longo de 18 jogos (2 golos marcados).

Depois de mais uma época iniciada em Paris, chega agora à Alvalade, curiosamente pouco tempo depois de lançar o seu último single, "Pakata", no mundo "reggatoniano". Aos 26 anos, Jesé sabe que esta é mais uma oportunidade numa carreira que parece não ter ainda atingido o potencial que lhe era reconhecido. "Estou muito contente por poder abraçar este novo desafio. Obrigado por confiarem em mim e me concederem esta oportunidade" escreveu na sua conta oficial de Twitter, horas depois de ser confirmado como reforço dos leões.

Os sportinguistas aguardarão por isso mesmo, provavelmente ao ritmo do reggaeton de Jey M.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.