Sousa perdeu a sua posição no 'top-50' pela primeira vez desde setembro de 2015, após uma semana em que foi eliminado na ronda inaugural do torneio Masters 1000 de Madrid, depois de já ter caído cinco lugares na semana anterior, após o afastamento na primeira ronda do Estoril Open.

Por seu turno, Pedro Sousa subiu 15 posições, depois de ter chegado às meias-finais do ‘challenger’ de ténis de Aix-en-Provence, e continua a melhorar o seu 'ranking'. Na semana passada já tinha atingido a sua melhor classificação (então o 169.º lugar), depois de ter conquistado o seu primeiro título ‘challenger’, em Francavilla (Itália).

Gastão Elias, número dois português, que foi eliminado na segunda ronda do 'challenger' de Roma, perdeu três lugares e desceu à 102.ª posição.

No topo da tabela, que continua a ser liderada pelo britânico Andy Murray, o principal movimento foi produzido pelo espanhol Rafael Nadal, que venceu o Masters 1000 de Madrid e subiu ao quarto lugar, trocando de posição com o suíço Roger Federer, agora quinto. O sérvio Novak Djokovic mantém-se em segundo e o suíço Stan Wawrinka em terceiro.

Na tabela feminina, a alemã Angelique Kerber regressou ao primeiro lugar, em detrimento da norte-americana Serena Williams, que anunciou recentemente a sua gravidez e cuja época terminou, enquanto a romena Simona Halep, vencedora em Madrid, subiu quatro posições e instalou-se em quarto, atrás da checa Karolina Pliskova.

Michelle Larcher de Brito desceu duas posições, para 231.º, e continua a ser a portuguesa mais bem classificada.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.