Nuno Saraiva, que esteve nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, explicou a troca para Alvalade com a vontade de “atingir níveis” que ainda não conseguiu e conquistar “títulos a nível individual e coletivo”.

“Foram agora campeões da Europa [o Sporting]. O objetivo é continuar nesse patamar, o que é ainda mais difícil do que lá chegar. A nível individual, quero garantir o apuramento olímpico. Só estando lá é que começamos a trabalhar para subir degraus. Tenho aspirações de chegar bem alto”, frisou o judoca, em declarações à página dos ‘leões’.

O judoca espera encontrar no clube ‘leonino’ uma grande competitividade, o que, considera, o ajudará a crescer.

“Aqui trabalha-se de uma forma muito forte, é uma equipa muito competitiva. Não podemos estar um furo abaixo em nenhum treino ou vamos de costas ao tapete. Acho que o facto de toda a equipa ser competitiva faz com que o nível suba imenso”, justificou.

Em 2018, o judoca teve como melhores resultados dois sétimos lugares, nos Grandes Prémios de Tashkent e de Agadir, enquanto na carreira o melhor resultado internacional foi igualmente em Tashkent, mas em 2015, com a conquista da medalha de prata.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.