“É um regresso sensível para mim. Joguei aqui três anos [no Dínamo Zagreb], quando era miúdo, tenho aqui toda a família e amigos. Estou muito feliz por voltar aqui”, afirmou o médio croata, em conferência de imprensa.

No regresso à cidade de onde é natural, Krovinovic mostrou-se disponível para jogar, mas deixou a decisão nas mãos de Bruno Lage: “Seria muito bom jogar novamente aqui, no Estádio Maksimir, mas a decisão não é minha, é do meu treinador.”

O jogador croata, de 23 anos, revelou que, na quinta-feira, vai ter os pais e a avó no estádio, a assistirem ao encontro das ‘águias’ com o Dinamo Zagreb, enquanto o irmão “vai ficar em casa a ver o jogo”: “Ele é muito nervoso.”

Krovinovic enalteceu as qualidades do adversário, considerando tratar-se de “uma equipa que quer jogar, que joga futebol bonito, com jogadores de muita qualidade” e que vai “dar tudo” frente ao Benfica.

Entre os jogadores do Dinamo Zagreb está o guarda-redes Dominik Livakovic, amigo de Krovinovic e seu antigo colega no NK Zagreb, entre 2011 e 2015, e que, após o sorteio dos ‘oitavos’, ligou ao médio benfiquista.

“Quando calhou no sorteio, falei com o guarda redes do Dinamo, porque é meu grande amigo, já joguei com ele. Ele perguntou-me logo se eu estava a tremer, mas disse-lhe que não”, contou.

Benfica e Dinamo Zagreb jogam na quinta-feira, a partir das 17:55, no Estádio Maksimir, num encontro que será dirigido pelo inglês Michael Oliver.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.