O bicampeão europeu em título, o clube 'merengue' continua com uma clara vocação 'europeísta', em contraste com a campanha na 'La Liga', decididamente perdida. Chegou a Paris com 3-1 de vantagem e voltou a ganhar, desta feita por 2-1, mas com possibilidade para um pouco mais.

Não precisou de forçar, já que o líder da liga francesa 'entregou o jogo'. Sem Neymar (hoje esteve Di María no seu lugar), o clube gaulês não impressiona, sobretudo quando confrontado com um 'colosso' como é o Real Madrid.

Cristiano Ronaldo reforçou o seu lugar de melhor marcador de sempre na 'champions'. São já 117 golos, em 148 jogos, e só esta época vão 12 golos em oito jogos, também aqui a contrabalançar um ano menos bom em Espanha.

O PSG ainda empatou, já em inferioridade numérica (expulsão de Verratti), por Cavani, mas o Real voltou a colocar a diferença com o golo de Marcelo, a dez minutos do fim, após o que teve várias ocasiões para ampliar.

Os parisienses, decididamente, dão-se mal com os 'colossos' de Espanha, já que no ano passado foram eliminados pelo FC Barcelona - após 4-0 no Parque dos Príncipes, perderam por 6-1 na Catalunha.


Última atualização às 22:49

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.