A UEFA abriu um processo disciplinar à equipa francesa, que já se encontra em regime probatório desde do jogo contra o Besiktas, dos ‘quartos’ da mesma prova de 2016/17, que culminou em confrontos entre as claques de ambos os clubes.

Os dois clubes foram penalizados pela UEFA com a exclusão das competições europeias, mas a pena ficou suspensa por dois anos.

A decisão sobre a nova infração dos adeptos gauleses será tomada no dia 31 de maio, com a acusação a centrar-se no "comportamento racista" e no "lançamento de objetos e uso de dispositivos pirotécnicos", havendo ainda "distúrbios da multidão" e a existência de "escadas bloqueadas", de acordo com o site do mesmo órgão.

O Lyon, que ganhou na Rússia por 1-0, foi surpreendido em casa pelo CSKA de Moscovo, que venceu por 3-2 e qualificou-se para os quartos de final da competição, devido aos golos fora.

Antes do reencontro destas duas equipas, um veiculo da brigada anti-crime foi atacado por entre 100 a 150 fãs encapuçados, que deixaram o mesmo em mau estado, informou a policia.

A mesma fonte refere que ficaram feridos oito policias, dois dos quais em estado mais grave e seis ligeiros, do corpo de intervenção.

O Marselha, clube onde joga o internacional português Rolando, tem também um processo disciplinar a decorrer na UEFA, devido à acusação de "uso e lançamento de dispositivos pirotécnicos" e "distúrbios da multidão", que terá uma decisão na quinta-feira, em consequência do jogo com o Athletic de Bilbau.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.