“Maradona disse que, se não houvesse união, renunciava. Ele e as pessoas que trabalham com ele tentaram fazer com que o clube estivesse unido. A união fracassou, há listas, no sábado há eleições e qualquer dos dois [candidatos a presidente] vai escolher um treinador”, disse Pellegrino, em conferência de imprensa.

O argentino, de 59 anos, foi anunciado como técnico do Gimnasia de La Plata em 05 de setembro, tendo dirigido a equipa em oito jogos. Com três vitórias e cinco derrotas, o técnico deixa o clube no 22.º e antepenúltimo lugar, com 10 pontos conquistados.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.