O tempo de Miguel Oliveira, que rodou esta manhã em 1.50,552 minutos, foi o mais rápido do conjunto das três sessões de treinos livres disputadas desde sexta-feira.

O espanhol Joan Mir (Suzuki) foi o segundo, a 0,049 segundos do piloto português, e o francês Fábio Quartararo (Yamaha) terminou em terceiro, a 0,054.

Os três pilotos melhoraram os seus tempos face ao registo que tinham feito na véspera, apesar de a sessão ter sido disputada debaixo de chuva e com a pista algarvia encharcada.

As condições do asfalto propiciaram as quedas, registando-se seis ao longo da sessão.

A primeira foi do espanhol Marc Márquez (Honda), que na sexta-feira tinha sido o mais rápido.

O antigo campeão mundial foi apenas oitavo hoje, terminando como quinto no somatório das duas sessões.

O seu irmão, Alex Márquez (Honda), caiu logo a seguir, tal como o companheiro de equipa de Miguel Oliveira, o sul-africano Brad Binder (KTM).

Ao chão foram ainda os estreantes Remy Gardner (KTM), Darryn Binder (Yamaha) e Marco Bezzecchi (Ducati).

O líder do campeonato, o italiano Enea Bastianini (Ducati), terminou apenas em 19.º lugar.

Ao início da manhã, o espanhol Sérgio Garcia (GasGas) foi o mais rápido na terceira sessão dos treinos livres da categoria de Moto3, com o tempo de 2.03,866 minutos.

O GP de Portugal é a quinta jornada do Mundial de Velocidade de motociclismo e disputa-se até domingo no Autódromo Internacional do Algarve (AIA).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.