Lecuona vai falhar a 14.ª e última prova do Mundial de motociclismo de velocidade de 2020, em Portimão, depois de já ter ficado de fora nas duas corridas anteriores, em Valência (Espanha), na primeira de forma profilática, por ter convivido com o irmão, que também esteve infetado, e na segunda em consequência de um teste com resultado positivo.

“O piloto de testes Mika Kallio vai substituir [Lecuona] no Autódromo Internacional do Algarve (AIA). O finlandês vai regressar ao MotoGP, depois de ter sido escolhido como substituto [do piloto francês Johan Zarco] durante a segunda metade do campeonato de 2019″, informou a Tech3.

A uma prova do fim do Mundial de 2020, Lecuona ocupa o 19.º lugar na classificação dos pilotos, com 27 pontos, muito distante de Miguel Oliveira, 10.º classificado, com 100, e já vencedor de uma prova, o Grande Prémio da Estíria, na Áustria.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.