A organização ainda pregou um susto ao piloto português, ao dar indicação de lhe retirar o tempo realizado na última volta, que no caso de Miguel Oliveira foi a mais rápida do fim de semana, mas acabaria por manter o oitavo lugar.

“Estou contente com a qualificação. Senti-me mais competitivo do que no fim de semana anterior”, disse o piloto de Almada.

O corredor luso explicou que conseguiu “tirar o máximo partido” de ter ido à diretamente para a segunda fase da qualificação”

“Sinto-me bem, sinto-me competitivo, mesmo para o ritmo de corrida e isso dá-me motivação para amanhã [domingo] podermos fazer uma boa corrida”, concluiu o piloto da Tech3.

Após dez corridas disputadas, o piloto de Almada é o décimo classificado do Mundial de MotoGP, com 69 pontos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.