Miguel Oliveira vai partir do 15.º lugar da grelha, depois de esta manhã ter sofrido duas quedas na terceira das quatro sessões de treinos livres, que abalaram a confiança do piloto luso.

“Depois das quedas desta manhã, saímos para o FP4 [quarta sessão de treinos livres] com o objetivo de ganhar um pouco mais de confiança. Conseguimos um bom ritmo. Na qualificação, melhorei o meu tempo por volta, mas não foi suficiente para passar para a Q2. Faltou velocidade, faltou juntarmos todos os setores na volta rápida”, explicou o piloto de Almada.

Miguel Oliveira acredita que vai ter pela frente “uma corrida dura”, mas espera “trazer para casa o maior número de pontos possível”.

Para isso, já sabe o que terá de fazer: “Temos de ir ao ataque de início ao fim, fazer uma corrida inteligente e trazer o que for possível para casa”.

O piloto da equipa Tech3 da KTM é, atualmente, o 10.º classificado da categoria rainha do campeonato mundial de motociclismo de velocidade, com 48 pontos.

Hoje, garantiu o 15.º lugar da grelha, com o tempo de 1.31,841 minutos, a 746 milésimos de segundo do espanhol Maverick Viñales (Yamaha), que garantiu a terceira ‘pole position’ de 2020, segunda consecutiva.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.