A distinção, votada por jornalistas norte-americanos, surge depois de os dois jogadores terem contribuído para que os ‘lions' atingissem a final da competição, na qual acabaram por perder por 2-1 com os Portland Timbers, que ergueram pela segunda vez o troféu de campeões da MLS.

O extremo internacional português Nani, de 33 anos, anotou três golos e seis assistências em sete jogos do ‘MLS is back', torneio em formato reduzido e realizado em Orlando, que marcou o reinício do futebol nos Estados Unidos, com jogos à porta fechada.

Já o lateral esquerdo João Moutinho, de 22 anos, foi totalista do conjunto da Flórida, participando a tempo inteiro nos sete encontros e marcando um golo.

Nani está ainda nomeado para o prémio de melhor jogador do torneio, enquanto João Moutinho é um dos candidatos ao troféu de melhor jogador jovem.

Além dos dois portugueses, o ‘melhor onze' da MLS integra o guarda-redes Andre Blake (Philadelphia Union), os defesas Ruan (Orlando City), Larrys Mabiala (Portland Timbers) e Mark McKenzie (Philadelphia Union), os médios Diego Chara (Portland Timbers), Sebastian Blanco (Portland Timbers) e Brenden Aaronson (Philadelphia Union), e os avançados Diego Rossi (Los Angeles FC) e Jeremy Ebobisse (Portland Timbers).

Na quarta-feira, arrancou a fase regular da MLS, igualmente à porta fechada, depois da suspensão em março devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus. As 26 equipas vão disputar 18 lugares nos 'play-offs', previstos entre 20 de novembro e 12 de dezembro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.