Melhor do que o ciclista luso, que fez o percurso em 9.56 minutos, só o australiano Roahn Dennis, da BMC (9.39), o polaco Michal Kwiatkowski, da Sky (9.45), e o belga Victor Campenaerts, da Lotto Soudal (9.46), atual campeão da Europa da especialidade.

O segundo português na corrida, Tiago Machado (Katusha), foi 87.º e já perdeu 47 segundos, enquanto que os outros dois lusos cederam mais de um minuto: José Mendes (Burgos) está em 138.º, a 1.03, e José Gonçalves (Katusha) em 170.º, a 1.18.

“Estou muito feliz com o que consegui. Sabia que estava a ir bem e fico contente com o tempo. Ainda há muitos contrarrelogistas para sair, mas, de momento, estou contente com a minha condição (de líder)”, disse Oliveira, pouco tempo antes de Kwiatkowski finalmente o retirar do topo da classificação provisória.

Quanto ao polaco, também viria a ser apeado pelo australiano Dennis, que assim se torna o primeiro camisola vermelha desta ‘Vuelta’, repetindo o que acontecera em 2017. Então, Dennis comandou a BMC que ganhou o ‘crono’ por equipas de Nimes.

O vencedor da ‘Vuelta’ de há dois anos, o colombiano Nairo Quintana, da Movistar, já cedeu algum tempo, fechando o dia em 35.º, a 30 segundos de Dennis. Na sua equipa, foi somente o quarto, batido por Oliveira, pelo costa-riquenho Andrey Amador e também pelo espanhol Alejandro Valverde.

Outro favorito à vitória final é o italiano Vicenzo Nibali (Bahrain Merida), 64.º, a 40 segundos.

No domingo, disputa-se a segunda etapa da Volta a Espanha, entre Marbella e o Caminito del Rey, no total de 163,5 quilómetros. o traçado ainda não traz grandes dificuldades ao pelotão, apesar de quatro contagens de montanha, uma de segunda categoria e três de terceira.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.