Depois de vencer a Liga dos Campeões pelo Liverpool, chegar à final da Liga das Nações pela Holanda e ser considerado o Jogador do Ano em Inglaterra (pela Associação de Futebolistas Profissionais), Virgil van Dijk, defesa holandês que esteve mais de 60 jogos sem ser driblado, bateu Cristiano Ronaldo e Lionel Messi na corrida ao prémio de Melhor Jogador da UEFA.

Antes de ser contratado pelos Reds por um valor a rondar os 85 milhões de euros, Virgil van Dijk passou pelo Groningen (Holanda), Celtic (Escócia) antes de aterrar em terras de Sua Majestade para jogar pelo Southampton, onde passou duas épocas e meia até se mudar para Liverpool, em janeiro de 2018.

Na mesma cerimónia foram também atribuídos os galardões de melhor jogador, por posição, na edição passada da Liga dos Campeões. Assim sendo, o brasileiro Alisson (Liverpool) levou para casa o prémio de Melhor Guarda-Redes, van Dijk (quem mais?) venceu na categoria de Melhor Defesa, Frenkie de Jong (transferido do Ajax para o Barcelona neste defeso) foi o Melhor Médio e Lionel Messi foi considerado o Melhor Avançado.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.