No mesmo dia em que o governo gaulês anunciou que o campeonato francês de futebol, assim como outras provas da época 2019/20 de desportos profissionais em França, não vão ser retomados, Nasser Al-Khelaïfi deu conta da intenção do atual líder da ‘Ligue 1’ disputar os quartos de final da 'Champions' em solo estrangeiro e com garantias das melhores condições de segurança.

"Com o acordo da UEFA, pretendemos participar na fase final da Liga dos Campeões nos locais e datas em que serão organizadas. Se não for possível jogar em França, jogaremos os nossos jogos no estrangeiro, em que nos garantam as melhores condições de segurança sanitária para os nossos jogadores e para toda a nossa equipa", afirmou o presidente do clube parisiense em comunicado.

Sobre a decisão de não retomar o campeonato, Al-Khelaïfi disse que “respeita a decisão do governo francês”.

O PSG apurou-se para os quartos de final da ‘Champions’, fase em que também já está o Atlético de Madrid, Atalanta e Leipzig, depois de afastar o Borussia Dortmund.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 211 mil mortos e infetou mais de três milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 832 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 948 pessoas das 24.322 confirmadas como infetadas, e há 1.389 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa 4,5 mil milhões de pessoas (mais de metade da população do planeta), encerraram o comércio não essencial e reduziram drasticamente o tráfego aéreo, paralisando setores inteiros da economia mundial.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.