No piso rápido do Republic Olympic Tennis Center, o lisboeta e 123.º colocado no ‘ranking’ ATP, que foi chamado para substituir João Domingues, não encontrou argumentos para superar Ilya Ivashka (135.º ATP), que venceu o encontro decisivo em dois ‘sets’, por 6-4 e 7-6 (7-4), em uma hora e 42 minutos.

Bastaram dois ‘breaks’, um em cada ‘set’, contra o único de Pedro Sousa, na segunda partida, para Ivashka conquistar o seu nono triunfo na prova e sentenciar o apuramento da Bielorrússia para a fase de qualificação da Davis Cup Finals 2020.

Na sequência da derrota, a seleção nacional vai disputar o ‘qualifying’ de manutenção no Grupo I da Taça Davis, em março do próximo ano.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.