* É o primeiro Campeonato da Europa em que participam 16 seleções. Anteriormente os Europeus de futebol eram disputados a apenas 8 seleções.

*Com mais equipas e com uma qualificação mais democrática, estreiam-se novas seleções na competição. Entre elas destaque para a Bielorrússia (fase de qualificação) e a República Checa, após a dissolução da União Soviética e da Checoslováquia. Esta última esteve muito perto de conquistar o título.

*A seleção da Comunidade dos Estados Independentes que participou no Europeu de 1992, composta por todas as repúblicas da antiga União Soviética, que se desmantelou no final do ano de 1991, exceto pela Estónia, Letónia e Lituânia que, já tinham formado as suas próprias seleções, já não participa neste Campeonato da Europa.

* O uniforme usado pela Alemanha no Euro era uma réplica da camisola utilizada no Mundial de 1966, também realizado em terras de Sua Majestade, num claro protesto em relação ao polémico golo que impediu os alemães de erguer a taça naquele ano.

* É o primeiro Campeonato da Europa após a lei Bosman ter sido aprovada.  A partir da aprovação do acórdão, todos os jogadores da União Europeia passaram a poder transferir-se livremente no final dos respetivos contratos.

* A República Checa é eliminada na final através do sistema do Golo de Ouro. Nos 11 anos que vigorou o “sistema de morte súbita”, primeiro através do Golo de Ouro e depois com o Golo de Prata, a República Checa foi a única seleção a ser eliminada por ambos os métodos.

*Portugal faz alinhar pela primeira vez, numa fase final, vários rostos da chamada Geração de Ouro. Entre eles Vítor Baía, Paulo Madeira, Rui Costa, João Vieira Pinto, Luís Figo, Ricardo Sá Pinto ou Folha

* Há 10 anos que Portugal não participava numa grande competição. O último Europeu em que a seleção nacional tinha disputado remontava a 1984, quando em França, caímos aos pés dos gauleses nas meias-finais.

* Acontece 30 anos depois do Mundial de 1966 em Inglaterra em que Portugal brilhou ao almejar um terceiro lugar.

*Esta foi a primeira vez que a Alemanha venceu o Europeu após a reunificação das Alemanhas.


 “Chegámos Lá, Cambada” é um documentário produzido pela MadreMedia e que vai estar em exibição no SAPO24 entre 22 de maio e 14 de junho. Ao longo de oito episódios vamos contar a história de 30 anos da seleção, do pontapé de Carlos Manuel, em Estugarda, ao golo do Éder, em Paris, que nos deu a vitória no Euro 2016.

As suas memórias destes 30 anos fazem parte da história. Partilhe-as connosco através do email chegamoslacambada@sapo.pt e os melhores textos serão publicados neste dossier especial.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.