Depois de ser sexto na primeira corrida em Hong Kong, no sábado, Félix da Costa até prometia um domingo animador, quando seguia na quarta posição, mas um problema técnico fez o piloto perder 20 segundos na paragem na box para a mudança de carro.

“Hoje perdi uma excelente oportunidade de lutar por um pódio, e, se por um lado, estou dececionado com isso, por outro, saio de Hong Kong contente com a nossa performance em pista. Mostrámos que todo o trabalho de preparação deu frutos”, salientou o piloto à sua assessoria de imprensa.

António Félix da Costa sublinhou ter a noção que não tem o melhor carro da grelha, mas uma ‘máquina’ equilibrada, que lhe permite “olhar com otimismo para as próximas corridas”.

Após as duas primeiras corridas, o piloto luso ocupa o nono lugar do campeonato, com oito pontos, resultantes da corrida de sábado, numa competição que é liderada pelo britânico Sam Bird, com 35 pontos.

Na corrida de hoje o vencedor foi o sueco Felix Rosenqvist, que segue em terceiro no campeonato, após as duas primeiras corridas.

A Fórmula E segue para o continente africano, com a próxima prova a ter lugar em Marraquexe, no fim de semana de 13 de janeiro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.