O jogo, integrado no grupo B, arranca pelas 10:00 e estreará a missão portuguesa, com 159 atletas em 20 disciplinas do torneio que junta os países da bacia mediterrânica.

Numa ‘poule’ com Sérvia, Eslovénia, França e Montenegro, a seleção nacional precisa de ficar num dos dois primeiros lugares para avançar para as meias-finais, com jogos no sábado, com França (10:00), no domingo, com Montenegro (12:00), e no dia 28 de junho, com a Sérvia (12:00).

No grupo A estão Grécia, Turquia, Itália e Espanha, o que completa um quadro de competição, em Oran, repleto de “equipas de topo mundial”, com portugueses, eslovenos e turcos abaixo, explicou o selecionador nacional, Gonçalo Abrunhosa.

À frente de uma seleção com “imenso potencial”, vencer o primeiro jogo, com o adversário de nível mais próximo, seria “uma grande vitória” e o concretizar do objetivo primordial, conseguir um triunfo e escapar ao último lugar da ‘poule’.

“Esta seleção tem imenso potencial, está identificada. (…) Foi preparada uma forma de jogar própria para este torneio”, acrescentou o técnico.

A seleção lusa vai fazer, assim, dois jogos antes da cerimónia oficial de abertura, no sábado, tendo chegado à Argélia na quarta-feira, junto com as comitivas de badminton, futebol, ginástica artística, karaté, lutas amadoras, petanca, ténis, ténis de mesa e vela.

Na segunda-feira, fica completo o lote de disciplinas, com andebol, atletismo, basquetebol 3×3, ciclismo, esgrima, judo, natação, tiro, tiro com arco e tiro com armas de caça.

Os Jogos do Mediterrâneo Oran2022 decorrem até 06 de julho, com mais de três mil atletas de 26 países diferentes.

Entre o contingente luso estão vários atletas olímpicos, como os atletas Evelise Veiga, Cátia Azevedo, Vera Barbosa, Tsanko Arnaudov, Tiago Pereira, Lorene Bazolo e Liliana Cá, a ginasta Filipa Martins, os atiradores Joana Castelão, Sara Antunes, João Costa e João Paulo Azevedo, os nadadores Ana Catarina Monteiro, Francisco Santos, Ana Rodrigues, Gabriel Lopes, Alexis Santos e Tamila Holub ou também os mesatenistas Jieni Shao e João Monteiro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.