Os responsáveis federativos polacos mostraram-se preocupados com uma “possível escalada e início de um conflito armado” na região.

“O papel da Federação Polaca de Futebol é proporcionar aos atletas as condições ótimas para a sua preparação e desempenho desportivo nos jogos internacionais. As decisões políticas, por exemplo em relação a eventuais sanções à Rússia, cabem às autoridades nacionais e organismos internacionais”, lê-se em comunicado.

Após diversos avanços e recuos e declarações públicas de diversos protagonistas mundiais, o presidente russo, Vladimir Putin, assinou na segunda-feira um decreto que reconhece as autoproclamadas repúblicas de Lugansk e de Donetsk, no Donbass (leste da Ucrânia), e ordenou a mobilização do seu exército para “manutenção da paz” naqueles territórios separatistas pró-russos.

Em 2014, a Rússia invadiu o leste da Ucrânia e anexou a península ucraniana da Crimeia.

A guerra no leste da Ucrânia entre as forças de Kiev e milícias separatistas fizeram até ao momento mais de 14 mil mortos, de acordo com as Nações Unidas.

A União Europeia e os Estados Unidos estão a preparar sanções à Rússia relacionadas com estes conflitos e tomadas de posição.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.