Numa atualização com algumas alterações entre os 10 primeiros, a Alemanha, campeã do mundo, ‘caiu’ para terceiro, enquanto o Chile ‘galgou’ dois lugares, para quarto, que há um mês era ocupado pela Bélgica, que está agora em quinto.

Também fruto da ‘valorização’ do Chile, a Colômbia foi relegada da quinta para a sexta posição. Os restantes lugares entre a elite do ‘top-10’ continuam ocupados, por esta ordem, por França, Portugal, Uruguai e Espanha.

A Suíça é a mais bem classificada dos cinco adversários de Portugal no grupo B da qualificação europeia para o Mundial2018, estando agora ‘às portas’ do ‘top-10’, depois de ‘saltar’ do 14.º para o 11.º lugar.

A Hungria baixou quatro posições, para 26.º, as Ilhas Faroé sofreram um ‘rombo’ de 10 lugares, para o 84.º, a Letónia subiu quatro, para 112.ª, enquanto Andorra permanece em 203.º.

Entre os países lusófonos, Guiné-Bissau subiu de 69.ª para 68.ª, Cabo Verde desceu de 71.º para 80.º, Moçambique saiu do ‘top-100’, de 95.º para 108.º, Angola também ‘escorregou’ dez posições, para o 144.º posto, São Tomé e Príncipe manteve-se em 153.º e Timor-Leste (186.º) perdeu cinco lugares, para 191.º.

‘Ranking’ da FIFA, a 20 de outubro:

1. (1) Argentina, 1.621 pontos.

2. (3) Brasil, 1.410.

3. (2) Alemanha, 1.465.

4. (6) Chile, 1.273.

5. (4) Bélgica, 1.382.

6. (5) Colômbia, 1.361.

7. (7) França, 1.271.

8. (8) Portugal, 1.231.

9. (9) Uruguai, 1.175.

10. (10) Espanha, 1.168.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.