A exibição de qualidade da multi-milionária equipa de Pep Guardiola ao longo de toda a época foi, no mínimo, impressionante. Durante o ano acompanhámos não só a sua qualidade exibicional, como também os recordes que esta foi batendo. Lembro-me de termos realçado a décima quinta vitória seguida na liga e de recordarmos todas as equipas que chegaram perto desse número. Uma nota para o facto de essa série de vitórias se ter estendido a dezoito no total.

Há pouco tempo demos atenção às equipas que terminaram o campeonato com um número considerável de jogos ainda por jogar. E, claro, o Manchester City acabou por bater esse mesmo recorde. Faltando apenas perceber na Premier League quem irá descer de divisão, hoje vamos relembrar os recordes quebrados esta época pelos Citizens e espreitar que outros recordes poderão ainda quebrar.

Os recordes já batidos pelo Manchester City variam. Dos sete ultrapassados, qual deles será o mais impressionante?

O mais rápido campeão da Era moderna
Reclamando o título de campeão com cinco jornadas por jogar, o City fez o campeonato parecer fácil. Não está sozinho no primeiro lugar do pódio deste recorde, mas igualou o Manchester United de 2000/01 que, igualmente, venceu o campeonato a cinco jornadas do seu término.

Melhor série de vitórias
Já mencionado acima, o City embarcou numa série de vitórias que o levou a fulminar um recorde pertencente ao Arsenal de 2001/02 e ao Chelsea de 2016/17, ambas as equipas com 13 vitórias consecutivas. Terminando o ciclo de vitórias seguidas em 18, este é um recorde que muito dificilmente será batido nos próximos anos, já que a probabilidade de vencer tamanha quantidade de jogos seguidos numa liga como a inglesa é altamente reduzida.

Melhor série de vitórias em jogos fora
No seguimento do recorde anterior, vêm as vitórias seguidas fora de casa. Com 11 vitórias seguidas fora de portas, o City igualou um recorde do Chelsea, que venceu também 11, combinando o final da época de 2007/08 e o início da época 2008/09. De forma semelhante, o recorde do City começou a ser desenhado no final da última temporada, culminando no decorrer da presente época.

Maior percentagem de posse de bola num jogo fora de casa
A análise da percentagem de posse de bola não existiu sempre, mas desde que essa estatística é contabilizada, tem sido uma das mais populares. Principalmente depois da chegada de Guardiola e do seu estilo de jogo. Um dos recordes dos azuis de Manchester foi estabelecido a 31 de março de 2018: num jogo em que o City bateu o Everton por três bolas a uma, a posse de bola dos Citizens, no total, foi de uns absurdos 82.13%!

Maior número de adversários derrotados
Dezanove equipas. Foi este o número de adversários que o City conseguiu, pelo menos por uma vez, derrotar durante a temporada. Visto a liga ter vinte equipas na Premier League, isso significa que o Manchester City derrotou todos os seus adversários. Juntando-se ao Chelsea 2005/06 e ao Manchester United 2010/11, o City de Guardiola foi a terceira equipa a conseguir a proeza, entrando mais uma vez na história da Premier League.

Melhor treinador do mês, consecutivamente
Setembro, outubro, novembro e dezembro, estes foram os meses em que Pep Guardiola conquistou o prémio de melhor treinador do mês esta época. É um recorde e passa a figurar como a meta a alcançar por um treinador. Escusado será dizer que para voltar a ser repetido terá que ser por uma equipa extremamente dominadora.

Mais rápido a chegar a uma centena de golos
Se o número total de golos é um dos recordes que ainda não foi batido pela equipa, o mesmo não se poderá dizer da velocidade a que esta chegou ao centésimo golo. No último fim de semana, com os quatro golos marcados ao West Ham United, o City 2017/18 tornou-se na mais rápida equipa - em 35 jogos - a marcar 100 golos no campeonato. Caso esteja curioso(a), a média corresponde a 2,91 golos por jogo. Impressionante!

créditos: EPA/NIGEL RODDIS

Tendo olhado os feitos já estabelecidos pela equipa campeã, resta-nos tentar perceber quais os recordes ainda possíveis de alcançar até ao final da época. De lembrar que faltam ‘apenas’ três jogos para o final, o que dá margem de manobra para alcançar algo mais.

Maior diferença para o segundo classificado
Este recorde não dependerá única e exclusivamente do City. Para o conseguir bater precisa não só de o roubar ao seu arquirrival, como precisa também da sua ajuda. Detentores do recorde com 18 pontos de avanço para o segundo classificado da Premier League na época 1999/00, o Manchester United encontra-se, neste momento, a 16 pontos dos rivais. Assim sendo, o City precisará de conquistar mais dois pontos ao rival, para igualar, ou três pontos para quebrar mais um recorde dos diabos vermelhos.

Maior número de pontos
Com nove pontos por jogar, o City precisará de conquistar apenas três para bater este recorde. O detentor é o Chelsea de 2004/05 que, na época de estreia de José Mourinho ao comando dos londrinos, conseguiu a proeza de acabar o campeonato com uma pontuação recorde de 95 pontos. Com 93 pontos amealhados até ao momento, este é um recorde quase dado como garantido para a formação de Guardiola.

Maior número de golos
Outro recorde que só por milagre não será batido pelos Citizens é o de maior número de golos marcados. Com um total de 102 golos marcados nas balizas adversárias, o City tenta bater o recorde de 103 golos do Chelsea 2009/10. Uma nota para o facto de apenas por quatro vezes, incluindo este ano, uma equipa ter ultrapassado a barreira dos 100 golos marcados. Um feito de se lhe tirar o chapéu.

Maior diferença de golos - ‘goal average’
Ainda na senda dos golos marcados, chega a vez da diferença entre golos marcados e golos sofridos. Para percebemos o quanto melhorou do final da época passada para esta, o Manchester City, no final da Premier League 2016/17, acabou com 80 golos marcados, 39 sofridos, o que dá uma diferença de +41. Este ano, ainda com três jogos por jogar, o City leva 102 golos marcados, 26 sofridos, o que perfaz uma diferença de +76. O recorde que persegue pertence ao Chelsea de 2009/10, que conseguiu uma diferença de +71. Como é óbvio este é outro recorde que só por milagre escapará aos Citizens. Teriam para isso que sofrer mais seis golos do que aqueles marcados, nas três jornadas que faltam jogar.

Maior número de vitórias
Este é um recorde que está já igualado, mas como pode ser melhorado, coloquei entre os que estão por conquistar. O recorde é recente e pertence ao Chelsea 2016/17 de Antonio Conte, com 30 trinta vitórias no total. Pois bem, as 30 vitórias foram alcançadas na jornada passada frente ao West Ham de João Mário, e Guardiola só terá que vencer um jogo mais para quebrar outro recorde.

Maior número de vitórias fora de casa
Já tínhamos a melhor série de vitórias e a melhor série fora de casa. Chegam agora o número total de vitórias fora de casa. Mais uma vez o Chelsea 2004/05 de José Mourinho é o detentor do feito mas, mais uma vez, o mais certo é deixar de ser. Com 15 vitórias fora, o City já igualou o recorde e terá a hipótese, quando defrontar o Southampton, no único jogo que lhe falta jogar fora do Etihad esta época, de chegar à décima sexta e seguir a fazer história.

Maior número pontos fora de casa
Obviamente que com o maior número de vitórias fora de casa, vem a possibilidade do maior número de ponto alguma vez alcançado fora de casa, no formato moderno da Premier League. O mesmo Chelsea mencionado acima conquistou 48 pontos fora de portas, e o City deste ano leva já 47. Dependendo do resultado no St Mary’s Stadium, poderá ficar a um ponto do recorde, igualar, ou mesmo ultrapassar.

Com tantas estatísticas pulverizadas, o que resta mais fazer a este Manchester City? Como irá melhorar? Que alterações fará? Terá Bernardo Silva cada vez mais um papel de maior importância na equipa? Continuará Sergio Agüero na frente da equipa? Que melhorias e que jogadores poderão acrescentar? Todas estas questões começarão a ser respondidas durante o verão e, tendo o Manchester City colocado a barreira tão elevada, será fantástico ver a resposta dos seus rivais. Não só serão a ‘equipa a abater’ como farão com que as equipas do top 6 invistam mais do que nunca para não ficarem para trás. Com o tempo poderemos começar a perceber as implicações e consequências dos resultados da equipa de Pep Guardiola, quer interna, quer externamente.

Esta semana na Premier League
Com uma jornada dupla, a ser jogada entre sábado, dia 5 de maio, e quinta-feira, dia 10, as atenções não vão apenas para os recordes a bater pelo Manchester City, mas também para o jogo da época para duas equipas à beira da despromoção. O embate entre Swansea e Southampton terá lugar terça-feira, dia 8 de maio, pelas 19:45. Provavelmente um dos jogos mais emocionantes de toda a época, a não perder, na Premier League.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.