Com um jogo a menos, a disputar na quarta-feira, em Vigo, com o Celta, e com uma única jornada por jogar, os madrilenos continuam sem descolar do FC Barcelona, que hoje também goleou na visita a Las Palmas por 4-1, mantendo-se em vantagem virtual para o título.

E os madrilenos bem podem agradecer a Cristiano Ronaldo pela vitória de hoje, já que foi o português a desbloquear o jogo da 37.ª jornada, ao concretizar um ‘bis’ (23 e 78), que acabou com a resistência dos sevilhanos.

No Santiago Bernabéu, o Real Madrid ficou em vantagem logo aos 10 minutos, quando numa jogada, no mínimo estranha, Nacho aproveitou uma desatenção do árbitro, que ainda vigiava a formação da barreira dos visitantes, e, com Asensio, que tinha sofrido a falta, ainda no chão, converteu o livre com êxito.

Mas esta não foi a única desatenção dos sevilhanos, que perderam, no meio-campo, a bola que estaria na origem do primeiro golo de Ronaldo, que aos 23 minutos, marcou na recarga a um remate de James Rodríguez.

Com o objetivo do terceiro lugar de ‘La Liga’ e, consequentemente, do acesso direto à Liga dos Campeões em mente, o Sevilha, com Daniel Carriço em campo, reagiu em força, pressionando os homens da casa, através de Jovetic, que viu Keylor Navas negar-lhe o golo aos 40 minutos, mas que acabou por marcar aos 49.

Seguiram-se minutos de indefinição para os ‘blancos’, que iam recebendo os ecos da goleada do arquirrival FC Barcelona em Las Palmas, e que viram, mais uma vez, Ronaldo resolver, com um golo aos 78 minutos. Cinco minutos depois, foi a vez de Toni Kroos completar o resultado, que permite ao Real Madrid somar os mesmos 87 pontos que os catalães.

Os líderes da liga espanhola, que contaram com o português André Gomes a partir dos 58 minutos, viveram uma noite mais calma em Las Palmas, graças ao precioso contributo do brasileiro Neymar, autor de um ‘hat-trick’.

O brasileiro inaugurou o marcador aos 25 e dois minutos depois viu o uruguaio Luis Suárez fazer o segundo.

A missão ‘culé’ complicou-se momentaneamente aos 63 minutos, quando Bigas assinou o golo da equipa da casa, que teve o português Helder Lopes no ‘onze’ titular, mas Neymar resolveu com golos aos 67 e 71, e segurou, pelo menos até quarta-feira, a liderança do campeonato.

Com o título ainda por atribuir, coube ao Atlético de Madrid fazer a festa do apuramento para a Liga dos Campeões, depois de empatar 1-1 na visita ao Bétis de Sevilha. Os ‘rojiblancos’ somam agora 75 pontos, mais seis do que o Sevilha, com apenas um jogo por disputar.

Quem também tem motivos para festejar é o Deportivo da Corunha, que ao empatar hoje a zero com o Villarreal, garantiu a manutenção, com Bruno Gama em campo desde os 83 minutos.

Nos outros encontros da 37.ª jornada, o Eibar, de Bebé, perdeu por 1-0 em casa com o Gijón, já despromovido, o Alavés venceu o Celta por 3-1, o Athletic Bilbau empatou 1-1 com o Leganés e a Real Sociedad igualou a dois com o Málaga.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.