Num comunicado colocado na sua página oficial na Internet, o emblema nortenho disse ter tido conhecimento de "problemas graves resultantes de agressões a sócios e adeptos do Rio Ave, perpetrados por ‘adeptos organizados' do clube adversário", numa situação que se terá passado no exterior do recinto.

Apesar de não divulgar o número de adeptos que foram, alegadamente, agredidos, o clube vila-condense garante, no mesmo comunicado, que houve "ferimentos vários obrigando mesmo ao acompanhamento hospitalar de urgência ou até mesmo ao internamento de adeptos e sócios do Rio Ave".

O emblema nortenho diz que "algo falhou no esquema de segurança que não está sob a alçada organizativa do Rio Ave", e questionou "se estes ditos ‘adeptos organizados' [do Benfica] não deveriam, por razões de segurança, ter ficado retidos dentro do estádio, na bancada nascente, até que os restantes abandonassem o recinto e as imediações".

"O Rio Ave irá inquirir junto da força policial [a PSP], presente no evento, sobre o que falhou e apurar as responsabilidades do sucedido", acrescentaram os responsáveis do clube.

O clube de Vila do Conde manifestou a sua solidariedade "com todos aqueles que foram alvo destes atos hediondos", e condenou a violência no desporto.

"Lamentamos que, insistentemente, continuem a aceder a espaços e eventos desportivos, indivíduos que, por uma falsa paixão clubística, apenas encontrem uma desculpa para praticarem atos violentos", completou o comunicado do Rio Ave.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.