O atleta fez parte do plantel de subida do Arouca à I Liga, na época de 2012/13, esteve na primeira época do clube neste escalão e depois assinou com o Tosno, da Rússia, onde esteve pouco tempo, regressando a Arouca.

Roberto jogou no conjunto do distrito de Aveiro até 2015/16, sendo na época transata emprestado ao Moreirense. Livre, assinou por três anos, em julho, com o Salernitana, que agora o empresta ao Arouca, da II Liga.

"Sinto-me muito feliz aqui, tenho amigos, pessoas que conheço há cinco ou seis anos. Há estas coincidências no futebol. Sempre que aparece uma possibilidade, o Arouca está lá sempre. Como me sinto bem nesta casa, esta coincidência acaba por dar certo. Quando soube que teria a oportunidade de regressar aqui, não pensei duas vezes e aceitei o desafio", disse o avançado de 28 anos aos jornalistas, após consumação do acordo.

Ainda sem ter tido tempo para falar com o treinador Jorge Costa, ou para se inteirar do arranque do Arouca no campeonato, Roberto sabe que o objetivo é a subida e acredita que isso é possível.

"É verdade que desceu de divisão, mas não vejo que esteja fragilizado. O clube é o mesmo, as pessoas são as mesmas, a diferença é que a força tem de ser a dobrar para voltar a levar o Arouca à I Liga. A motivação tem de ser sempre a mesma, esteja na I ou na II Liga. O nosso objetivo é possível", confia.

Roberto é o 14.º reforço de época do Arouca, 14.ª classificado da II Liga, com cinco pontos, menos oito do que o líder Académico de Viseu.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.