“Acabamos de vir de uma fase de grupos na qual ficámos em primeiro. Não é preciso mudar muitas coisas, mas ter consciência de que é um jogo e nada mais. Não há esse espaço para poder cometer erros e é apertar o foco, para que o jogo seja decidido nos detalhes. Estamos prontos e venham eles”, começou por dizer o central, aos jornalistas.

O central dos ingleses do Manchester City falava em conferência de imprensa no Centro Nacional de Congressos do Qatar, em Doha, onde confessou que os lusos têm praticado as grandes penalidades, caso seja preciso chegar a esse momento de decisão frente aos helvéticos, na terça-feira, em Lusail.

“Acho que podemos considerar que estamos preparados, caso seja necessário. Tivemos sempre em conta, em mente, e faz parte da competição. É preciso uma ponta de sorte, mas há muito mais a questão da qualidade na execução. Temos vindo a praticar”, admitiu.

Frente à Suíça, que venceu Portugal por 1-0 na última vez que se encontraram, para a Liga nas Nações, Rúben Dias espera, na terça-feira, “um jogo de alto nível, dado o momento da competição”, e salientou que os lusos têm de pensar no seu jogo.

“Esperamos um jogo diferente pelo contexto do jogo. Mas, acima de tudo, pela equipa da Suíça, que tem armas diferentes e vai querer disputar o jogo 50-50. Faz parte da mentalidade deles”, expressou.

Rúben Dias é um dos indiscutíveis para Fernando Santos, mas, por ter sido admoestado na vitória frente ao Uruguai (2-0), corre o risco de castigo, caso veja novo cartão amarelo — em igual situação estão Danilo Pereira, que está lesionado, Rúben Neves, Bruno Fernandes e João Félix.

“Ninguém quer ficar de fora neste contexto, mas se precisarmos de ficar de fora pelo amarelo correto, assim o faremos. É não pensar muito sobre o assunto. É algo que está presente nas nossas cabeças, mas é algo que faz parte do jogo e temos de jogar com a liberdade e foco que temos sempre”, explicou.

Portugal vai defrontar a Suíça nos oitavos de final do Campeonato do Mundo, em jogo marcado para terça-feira, às 22:00 locais (19:00 em Lisboa), em Lusail, e que será dirigido pelo mexicano César Ramos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.