O jovem jogador de Moscovo, de 23 anos, atingiu no domingo a final do Masters 1.000 de Monte Carlo e, apesar de ter sido derrotado pelo grego Stefanos Tsitsipas, em dois ‘sets’, contabiliza 24 encontros ganhos esta época, face às cinco derrotas, e conseguiu, pela primeira vez na carreira, ultrapassar o helvético, de 39 anos, que continua afastado da competição.

Roger Federer esteve cerca de 13 meses afastado do circuito, na sequência de duas cirurgias ao joelho direito, e regressou no início de março no ATP 250 de Doha, mas, após perder nos quartos de final, optou por se retirar novamente, prevendo o regresso para a semana de 16 a 22 de maio, por ocasião do ATP 250 de Genebra.

Enquanto o antigo número um mundial continua a ceder posições na hierarquia, tendo sido recentemente ultrapassado, primeiro, pelo alemão Alexander Zverev (6.º ATP) e agora por Andrey Rublev, o sérvio Novak Djokovic mantém-se sólido na liderança, logo seguido pelo russo Daniil Medvedev e o espanhol Rafael Nadal.

Entre os jogadores portugueses, João Sousa continua a ser o mais bem cotado, no 105.º posto, após ter registado uma vitória frente ao brasileiro Thiago Monteiro, antes da derrota ante o italiano Thomas Fabbiano, na fase de qualificação do Masters 1.000 de Monte Carlo.

O vimaranense, de 32 anos, que hoje defronta o francês Arthur Rinderknech (129.º ATP) no encontro de acesso ao quadro principal do ATP 250 de Belgrado, procura regressar ao ‘top 100′, ao passo que o compatriota Pedro Sousa se mantém na 112.ª posição.

Frederico Silva, apesar de ter optado por descansar e treinar nas últimas semanas, após a temporada em piso rápido, ascendeu à sua melhor classificação no ‘ranking’ ATP, ao surgir no 171.º lugar, em vésperas de regressar aos ‘courts’ no Estoril Open, no Clube de Ténis do Estoril, onde espera retomar a competição.

João Domingues, por sua vez, caiu hoje oito posições e é o 197.º colocado, enquanto Gonçalo Oliveira saiu do ‘top 300′ mundial e está no 304.º posto.

No ‘ranking’ WTA, a australiana Ashleigh Barty continua na liderança, logo seguida da japonesa Naomi Osaka e da romena Simona Halep, numa semana em que não se regista qualquer alteração entre as dez primeiras.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.