O treinador, que falava em conferência de imprensa de antevisão ao encontro da 10.ª jornada da I Liga, realçou que independentemente da pontuação e da posição no campeonato, que o Benfica lidera com cinco pontos de avanço sobre os ‘azuis e brancos’, o pensamento passa exclusivamente pela conquista dos três pontos.

“A dose de conforto não existe entre nós, nem quero falar dela. Se nunca olhei para a classificação antes, não é agora que vou olhar. Estão três pontos em disputa. É um jogo que tem de ser vivido intensamente. Não quero zonas de conforto”, disse.

Sem poder contar com Fejsa e Grimaldo, ambos lesionados, Rui Vitória garante que tem soluções para o encontro com o FC Porto.

“Sobre o lado esquerdo da defesa, Grimaldo não vai estar amanhã [domingo]. O que eu gostava era ter todos os jogadores disponíveis. Não tendo essa possibilidade isso não muda a nossa forma de pensar. Havemos de arranjar soluções, tal como fizemos em jogos anteriores. Estas situações ainda nos dão mais vontade de jogar. Isto é a vida das equipas. As soluções irão dar resposta ao jogo”, realçou.

Para Rui Vitória, o embate com o FC Porto tem a mesma importância que qualquer outro jogo até agora disputado, contudo admite que “estes são jogos que todos gostam de jogar”.

“É um clássico. Vai ser um jogo difícil para as duas equipas. Duas boas equipas. Vamos encontrar uma equipa que nos vai querer ganhar. Nós vamos ter um pensamento muito positivo no que fazemos, sempre à procura dos três pontos”, concluiu.

O Benfica, líder do campeonato com 25 pontos, defronta este domingo o FC Porto, segundo com 20, em jogo da décima jornada da I Liga que se realiza no Estádio do Dragão, às 18 horas, e que tem a arbitragem do portuense Artur Soares Dias.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.