Em comunicado, a organização de defesa dos direitos dos futebolistas anunciou ter pedido “uma reunião ao novo secretário de Estado da Juventude e do Desporto em que abordará, entre outros temas, a violência e aumento do discurso de ódio e ataques sobre os praticantes desportivos, dentro e fora dos recintos desportivos”.

“O SJ condena, veementemente, mais um lamentável episódio relacionado com ofensas a profissionais de futebol, desta feita ao jogador Rochinha, capitão do Vitória Sport Clube, e à memória da sua mãe”, lê-se ainda.

Após a visita ao Boavista, clube que Rochinha representou antes de ingressar no conjunto vimaranense, o jogador queixou-se de ter sido alvo de ofensas que mencionavam a sua mãe, a qual morreu vítima de cancro em 2019.

O encontro de sexta-feira, que abriu a 33.ª e penúltima jornada, terminou empatado 1-1, no Estádio do Bessa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.