Será o regresso da equipa portuguesa aos ‘courts’ de terra batida da Maia, ao fim de 12 anos, e em jogo estará a manutenção no Grupo Mundial 1, agendado para setembro, e que será discutido com a formação liderada pelo polaco Hubert Hurckacz, número 11 do mundo.

A eliminatória na Maia, depois da vitória portuguesa em 2010 frente à Dinamarca (4-1), será ainda a primeira do capitão Rui Machado em casa, desde que assumiu os destinos da seleção nacional em outubro de 2018.

“É uma eliminatória que queremos ganhar, apesar da mais-valia da equipa da Polónia, que tem um jogador do ‘top 10’ mundial de singulares e quatro do ‘top 100’ de pares. Estamos felizes e entusiasmados por 12 anos depois regressarmos à Maia, uma cidade onde a seleção nacional já conseguiu importantes vitórias no passado”, afirmou Vasco Costa, presidente da Federação Portuguesa de Ténis.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.